Pages

Natalie Wood !!!


http://lh3.ggpht.com/_2xkxckdAyyw/SmLXnzjF9tI/AAAAAAAAAdY/JTNpa8tDom0/Natalie%20Wood%20Tributo.gif

Faça parte !!!



https://lh5.googleusercontent.com/-LK8jikAL6Sw/UrjIb2yZyMI/AAAAAAAApW0/C1pHmSs42H8/w720-h200-no/50000000.jpg
http://uploaddeimagens.com.br/images/000/203/532/full/bannerHome_0_002686.jpg?1394649086
http://uploaddeimagens.com.br/images/000/215/973/full/bannerPaloma.jpg?1395863780

A Recíproca é verdadeira !!!



https://lh3.googleusercontent.com/-juuOOKp-BUU/V1hQp8mEv9I/AAAAAAAA5bQ/JmwplOSuBtgSGbRxoz5Q13J1BJJ4JKRpwCCo/s370/2015-845858896-mae-e-filha-de-praca-de-maio.-1982.jpg_20150902.jpg


terça-feira, 5 de julho de 2011

Stephen King's Storm of the Century - Storm of the Century - A Tempestade do Século / Versão Completa 1999 / Pedido
















Little Tall é uma pequena cidade que fica em uma ilha longe do continente , e está prestes à receber uma violenta tempestade de neve .

Paralelamente Andre Linoge (Colm Feore) , um forasteiro bastante estranho , chega na pequena cidade , e cria pânico e morte entre os moradores .

Ele sabe tudo sobre todos , e quando Linoge conta a verdade sobre um deles , a pessoa nega tal afirmação .

Mike Anderson (Timothy Dale) , o policial da cidade , tenta manter cada um em alerta contra a forte tempestade , e Linoge .

O forasteiro , por sua vez , repete sem cessar : " Dê-me o que quero , e eu irei embora " , sem explicar o significado exato destas palavras ...

Nota : o mestre Stephen King , reuniu todos os atributos que o consagraram : " ambiente sombrio , um enigma , terror psicológico , excelente elenco , e a sua visão única , do inesplicável " .

O Carioca recomenda !!!


Tamanho : 714 MB
Idioma : Português
Formato : Mp4
Gênero : Drama/Horror/Thriller
Ano : 1999


Download


Um comentário:

Anônimo disse...

Compartilhe |

Luzes do Entardecer

Conserva contigo os companheiros idosos, com a alegria de quem recebeu da vida o honroso encargo de reter, junto do coração, as luzes remanescentes do próprio grupo familiar.

Reflete, naqueles que te preservaram a existência ainda frágil, nos panos do berço; nos que te equilibraram os passos primeiros; nos que te afagaram os sonhos da meninice e naqueles outros que te auxiliaram a pronunciar o nome de Deus.

Já que atravessaram o caminho de muitos janeiros, pensa no heroísmo silencioso com que te ensinam a valorizar os tesouros do tempo, nas dificuldades que terão vencido para serem quem são, no suor que lhes alterou as linhas da face e nas lágrimas que lhes alvejaram os cabelos...

E quando, porventura, te mostrem azedume ou desencanto, escuta-lhes a palavra com bondade e paciência...

Não estarão, decerto, a ferir-te e sim provavelmente algo murmurando contra dolorosas recordações de ofensas recebidas, que trancam no peito, a fim de não complicarem os dias dos seres que lhes são especialmente queridos!...

Ama e respeita os companheiros idosos! São eles as vigas que te escoram o teto da experiência e as bases de que hoje te levantas para seres quem és...

Auxilia-os, quanto puderes, porquanto é possível que, no dia da existência humana, venhas igualmente a conhecer o brilho e a sombra que assinalam, no mundo, a hora do entardecer.